Produtos

LIXAS

Dicas de como fazer um bom lixamento manual com água

Nos processos de polimento em repintura automotiva, o lixamento é uma importante etapa, já que ele prepara a peça para ser polida. Antigamente iniciava-se um lixamento com uma lixa grão 1.200, mas hoje o mercado já dispõe de lixas com grão bem mais reduzido – até 5.000 - por isso recomenda-se iniciar esta etapa com lixas grãos mais finos, no máximo 1.500. O ideal é que se faça o lixamento em mais de uma etapa, utilizando lixas de grãos diferentes, sucessivamente mais finas. Assim, o tempo do processo de polimento será menor, com menos uso de produto e o acabamento apresentará melhor resultado.

 

Confira o passo a passo:

1 – Não faça o lixamento utilizando a mão diretamente na lixa, pois isso pode causar ondulações na superfície. Corte a folha da lixa em 4 partes iguais e utilize sempre um taco de lixamento flexível.
2 – Lembre-se que o lixamento não deve ser feito com movimentos circulares, e sim com movimentos retos e cruzados.
3 – Utilize um pulverizador com água para manter a superfície úmida, sem molhar em excesso, pois a abrasividade da lixa pode ficar reduzida.
4 - Tome cuidado em áreas elevadas ou áreas de esquina no automóvel, pois estas áreas têm as camadas mais finas de tinta.
5 – Se houver algum risco mais fundo, evite lixar no mesmo sentido do risco. É recomendado lixar no sentido oposto para que o risco não se aprofunde.
6 –Lixe até que a peça fique completamente fosca, mas tome cuidado para não lixar demais, pois o excesso de lixamento pode furar a camada de verniz e da tinta.
Para um bom aproveitamento das lixas, após o lixamento borrifar água na lixa utilizada para mantê-la limpa e utilizável em um próximo trabalho.